The girl with no name

O silêncio lá fora me apavora e não estou segura em mim mesma. Por dentro minha alma está gritando. Perdida nas memórias do que um dia eu fui, me encolho na escuridão esperando que alguém me encontre… ‘Quando isso vai acabar e dor enfim acabar?’ – me indago nua solidão devastadora que me assola o espírito.

 Só sinto seu frio no meu corpo. Minhas forças esvaíram-se. Eu não quero me entregar, mas consigo mais lutar. Hoje digo “adeus” para o vazio e parto. Só. Apesar de eu não ter errado, o mundo já está tão distante de mim. Se tudo isso não for mais que ilusão, ainda assim talvez encontre meu lugar, no fim.

(Fevereiro de 2008)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s