Os dias lindos

Houve um tempo, um belo tempo, dizem, em que os dias lindos aglutinavam-se no meio de abril e lá permaneciam com seus céus  azuis, campos verdejantes e frescos com seus ventos marotos. Mas se tudo muda, logo eles também mudaram. Podemos avistá-los soltos por todas as estações do ano, só esperando que alguém ainda os note e exclame ‘que dia mais lindo!’ passando aos próximos a mesma sensação de bem-estar e harmonia.

Os dias lindos estão sempre aí, te juro.  Se está desconfiado que achou um, pare e repare nos insetos, aves e outros bichos.  Se eles parecerem dançar num ritmo lento, surdo e profundo , pronto,  terá para si a certeza de um lindo dia a solta.

Hoje, ainda com toda chuva que cai e o ar se enche de perfumes terrosos, sinto que meus dias lindos estão por perto, esperando um descuido do oráculo para se infiltrar com toda sua força em minha vida.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s