Noites sonhadas

Em toda tarde de outono ponho me a sonhar com nossas noites de inverno, regadas a chá, livros, filmes e conversas literárias.

Fazemos troça um com o outro, dizemos cousas com ar grave, nos alegramos e nos enchemos de melancolia. Sim, tudo isso cabe numa noite de inverno. Mais ainda, cabe num sonho de outono. Cabe no brilho destes meus olhos negros ao pensar em ti, em nós. Até a imagem de te ter, e brigar contigo só para poder fazer as pazes .

Não te digo isso, temo que não compreendas, ou melhor, temo que compreendas minha adoração a sua pessoa e se divertas com essa imagem de ter-me submissa a seus caprichos.

É Abril, mas sinto que não falta muito para chegarem nossas noites de inverno, essas noites pelas quais tanto anseio.

Por hora abafo o som dos meus desejos com o de Paris, cidade luz, nossa luz.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s